PERGUNTAS E RESPOSTAS MAIS FREQUENTES

1) O que é o CODIM?


O CODIM é o Comitê de Orientação para Divulgação de Informações ao Mercado

2) Qual é o objetivo do CODIM?


Discutir e sugerir a utilização das melhores formas de divulgação de informações das companhias abertas para os seus mais diferentes públicos estratégicos,, utilizando como parâmetro as melhores práticas nacionais e internacionais e como fundamento mínimo a legislação pertinente.

3) Como o CODIM pretende atingir os seus objetivos?


Através de pronunciamentos de orientação a serem produzidos e disseminados no mercado de capitais por todas as entidades participantes direta ou indiretamente deste Comitê.

4) Por que foi criado o CODIM?


Participantes das entidades coordenadoras do CODIM, atentos às necessidades de aprimoramento na transparência e sustentabilidade das empresas, tiveram a iniciativa de instituir este Comitê para discutir as melhores práticas de divulgação de informações ao mercado, a fim de orientar quais seriam as formas ideais, na opinião do mercado, de se comunicar com os diversos públicos estratégicos que interagem com as empresas.   O CODIM visa minimizar a diversidade de práticas utilizadas pelas empresas na divulgação de informações e solidificar as melhores práticas não somente junto às empresas que já estão presentes no mercado de capitais há longo tempo, mas também atingindo aquelas que recentemente se lançaram no mesmo com a abertura de seu capital.

5) Como é composto o CODIM?


O CODIM é composto por dez entidades representativas do mercado de capitais brasileiro, tendo dois representantes indicados por  cada uma, num total de vinte membros.  As entidades coordenadoras são a Apimec (Associação dos Analistas e Profissionais de Investimento do Mercado de Capitais) e o IBRI (Instituto Brasileiro de Relações com Investidores). As demais entidades-membro são a ABRASCA (Associação Brasileira das Companhias Abertas); AMEC - Associação de Investidores no Mercado de Capitais; ANBID (Associação Nacional dos Bancos de Investimento); ANCOR (Associação Nacional das Corretoras de Valores, Câmbio e Mercadorias); BM&F Bovespa (Bolsa de Valores, Mercadorias e Futuros); IBGC (Instituto Brasileiro de Governança Corporativa); CFC (Conselho Federal de Contabilidade) e IBRACON (Instituto dos Auditores Independentes do Brasil).  

6) Quem são os coordenadores do CODIM?


Os coordenadores do CODIM são o Sr.Geraldo Soares, do IBRI e o Sr.Haroldo Reginaldo Levy Neto, da APIMEC.

7) Quem são os representantes do CODIM indicados pelas entidades?


Os membros a seguir listados, têm variada experiência em relação aos temas a serem discutidos:
ABRASCA: Edina Biava e Elizabeth Benamor
AMEC: Edison Garcia e Walter Albertoni
ANBID: Fernando Spinetti e Mara Limonge
ANCOR: Gilberto Biojone e Guilherme Marconi Neto
APIMEC: Haroldo R. Levy Neto (coordenador) e Ligia Silva Leite Montagnani
BM&F Bovespa: Wang Horng e Edna Holanda
CFC: Alexandre Oliveira e José Maion
IBRACON: Marco Muzili e Marcos Sanches
IBGC: Charles Holland e Alberto Whitaker
IBRI: Geraldo Soares (coordenador) e Hélio Garcia

8) O CODIM possui regras de funcionamento?


Sim, esse regulamento foi estabelecido na reunião  de sua criação, em 19/abril/2005. O mesmo está disponível no site do CODIM. Para acessá-lo clique no link: http://www.codim.org.br/codim/CODIM.asp?pg=regulamento.htm

9) Quais os temas abordados pelo CODIM?


Já foram definidos vinte e quatro temas a serem abordados pelo Comitê, que são:

  1. Teleconferências e Conference calls para o Brasil e para o exterior;
  2. Reuniões públicas, Road Shows e Seminários com profissionais de investimentos, acionistas, imprensa, investidores e outros (fórum público);
  3. One-on-one meetings com profissionais de investimentos (fórum privado);
  4. Press Release;
  5. E-mail;
  6. Web Site;
  7. Visitas às empresas;
  8. Comunicação com os Stakeholders - Técnica x Linguagem Simples;
  9. Segmentação de públicos dentro do mercado de capitais – como atender?;
  10. Insider Information;
  11. Informações materiais - Fato Relevante;
  12. Como tratar boatos nacionais e internacionais / internos e externos à empresa;
  13. Conciliação de normas nacionais e internacionais;
  14. Melhores práticas na divulgação de resultados;
  15. prazo de divulgação adequado das Demonstrações Contábeis e do Relatório Anual;
  16. Práticas de guidance;
  17. Preparação da Equipe de RI / Atualização de Informações e ferramentas para o RI;
  18. Comunicação com os órgãos reguladores (CVM, BC, agências, etc.);
  19. Código de Conduta das empresas;
  20. O relacionamento cotidiano da empresa com a imprensa;
  21. A interação em RI / RP / Assessoria de Imprensa;
  22. A capacitação dos executivos comunicadores com a mídia;
  23. Iniciativas em RI de companhias fechadas;
  24. Período de Silêncio (quiet period).

10) Quem define os temas a serem discutidos?


Os temas são definidos no âmbito do Comitê, porém são muito bem vindas  sugestões que podem ser enviadas para o e-mail codim@codim.org.br. Participe, encaminhando suas sugestões! 

11) Os pronunciamentos de orientação elaborados pelo CODIM são de utilização obrigatória?


Os pronunciamentos do CODIM não são de utilização obrigatória, eles visam a auto-regulação, sendo sugestões de melhores práticas de divulgação de informações, obtidas através de ampla discussão   entre os agentes de mercado, com o intuito de mostrar às empresas as necessidades dos públicos estratégicos.

12) O CODIM analisa a legislação referente ao tema em discussão?


Sim, porém o CODIM não se restringe  a ela, pois entende ser isso o mínimo a ser cumprido pelas empresas. O CODIM procura analisar e ir além daquilo que os ordenamentos em vigor estabelecem, podendo inclusive, auxiliar os legisladores e reguladores nas futuras modificações de legislação e regulamentação.

13) Quais os prazos para o CODIM trabalhar?


O CODIM considera que a ampla discussão junto a todos os participantes do mercado de capitais é essencial para confeccionar Pronunciamentos de Orientação que estejam calcados na realidade e aplicabilidade. Portanto, o CODIM inicia suas análises sobre determinado(s) tema(s) e procura estabelecer um cronograma de trabalho, contudo não existem prazos rígidos  para cada tema, dependendo do desenvolvimento das discussões.

14) Posso sugerir temas para serem discutidos?


Sim, suas sugestões devem ser enviadas para o e-mail codim@codim.org.br. É importante a sua participação!

15) Como funciona o CODIM?


Após a escolha do tema a ser discutido, o CODIM passa  pelas seguintes etapas:
- Escolha  pelos membros do CODIM  de dois relatores que irão preparar o Pronunciamento de Orientação;
- Preparação do Pronunciamento pelos relatores e apresentação aos outros membros - Revisão e definição pelo CODIM, do pronunciamento a ser enviado para a Audiência Restrita, junto às entidades-membro do CODIM.
- Realização da Audiência Restrita; - Terminada a Audiência Restrita é feita nova revisão pelos membros participantes do CODIM para enviar à Audiência Pública.
- Realização da Audiência Pública.
- Realização da última revisão do CODIM para produção do documento final sobre o tema em questão.
Divulgação pública das melhores práticas sugeridas em relação ao tema discutido na forma de "Pronunciamento de Orientação do CODIM n.ºxx mês/ano", que serão repassadas a todas as entidades envolvidas direta ou indiretamente, para reforço da divulgação e implementação das orientações do CODIM.

16) Como posso participar das Audiências Públicas?


Acompanhando sempre pelo site do CODIM www.codim.org.br e das entidades-membro, os temas que estão em audiência. Na “home page” do site, há um ícone “Temas em Audiência”, ao clicar neste abrirá uma janela com os temas, escolha o desejado e, em nova janela, envie suas sugestões.

17) As Audiências são realizadas em locais públicos?


Não, as audiências são realizadas por  meio eletrônico, com as sugestões sendo enviadas pelo website, no endereço www.codim.org.br. (ver pergunta nº15)

18) Quais as entidades que contribuem com a Audiência Pública?


Na Audiência Pública todo o público interessado pode participar, enviando suas sugestões através do site www.codim.org.br. Além disso a Audiência é direcionada a entidades do mercado de capitais como ABRAPP, ABVCAP, ADEVAL, ANDIMA, ANAPP, IBEF, IBRACON, INI, CVM, Banco Central do Brasil, entre outras.

19) Posso opinar sobre temas já discutidos e encerrados na Audiência Pública?


Os temas já debatidos e após a apresentação do Pronunciamento de Orientação, não estarão abertos, a princípio, a novas sugestões. Contudo o CODIM estará sempre atento às alterações que se façam necessárias em determinado tema, dado até mesmo pela dinâmica que o mercado apresenta.