O CODIM – Comitê de Orientação para Divulgação de Informações ao Mercado foi criado com o objetivo de ser uma nova e eficiente ferramenta de trabalho para o aperfeiçoamento do mercado de capitais. O Comitê tem o compromisso de oferecer orientação e sugestões às companhias abertas, profissionais de relações com investidores, analistas de investimentos, investidores, administradores de recursos, dentre outros, a respeito das alternativas mais adequadas de divulgação de informações para um público que é bastante diversificado e deve exigir cada vez maior qualidade, transparência, tempestividade, acessibilidade e detalhamento desses dados.

A missão do CODIM inclui a elaboração de pareceres de orientação que devem alinhar as Melhores Práticas de Divulgação, estabelecendo princípios básicos e a utilização de recursos tecnológicos compatíveis com as necessidades dos agentes do mercado de capitais.

Com transparência e agilidade na divulgação de informações, o mercado dará mais um passo para aumentar a confiança de todos os participantes e expandir suas condições de liquidez.

O CODIM conta com a presença de dois representantes de cada  uma de suas doze entidades: ABRASCA - Associação Brasileira das Companhias Abertas;  ABRAPP - Associação Brasileira das Entidades Fechadas de Previdência Privada; ANBIMA - Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiros e de Capitais; ANCORD - Associação Nacional das Corretoras de Valores, Câmbio e Mercadorias; ANEFAC - Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade;  AMEC - Associação de Investidores no Mercado de Capitais;  APIMEC - Associação dos Analistas e Profissionais de Investimento do Mercado de Capitais; BM&FBovespa - Bolsa de Valores, Mercadorias e Futuros;  CFC - Conselho Federal de Contabilidade;  IBGC - Instituto Brasileiro de Governança Corporativa;  IBRACON - Instituto dos Auditores Independentes do Brasil; e IBRI - Instituto Brasileiro de Relações com Investidores.

Conforme estabelecido em Regulamento Interno, cada tema será discutido e terá sua aprovação decidida pelos membros do Comitê, que serão responsáveis pela elaboração de minuta para ser submetida a uma audiência restrita junto às instituições membros e, em seguida, a uma audiência pública solicitando-se também, pareceres de outras relevantes entidades participantes do mercado.

Findadas todas essas etapas, o CODIM formulará um Pronunciamento de Orientação sobre o tema e solicitará a todas essas entidades que contribuam para a divulgação do Pronunciamento, refletindo as Melhores Práticas de Divulgação e colaborando para aperfeiçoar a transparência na comunicação de informações das empresas a todos os agentes do mercado de capitais.